"Que a vossa fé não se baseie na sabedoria dos homens, mas no poder de Deus." 1Cor 2,5
Mensagens de Dom Itamar Vian - 2016   
ESCOLA - LIVRO E PRATO

Não precisa retroceder muito na história para encontrar o período em que atribuição da escola era apenas ensinar a ler e a escrever. A necessidade de acompanhar as mudanças ou, por um conceito mais avançado, antecipar-se a elas recheou programas, alterou filosofias, métodos e objetivos, e ampliou o leque de serviços oferecidos aos alunos.

É RECENTE, também, a conclusão de que a merenda era o atrativo para evitar a evasão e, mais do que isso, para que o estudante pudesse receber o mínimo indispensável de proteínas à aprendizagem. A merenda foi transformada em refeição, para de milhões de crianças. O livro e o prato se encontram na escola.

AGORA a escola descobre nova demanda, que subverte modelos, foge dos currículos normais, mas se tornou imprescindível: educar o aluno a se alimentar. Esta aparente inversão é reflexo de uma realidade que constrói situações de absoluto paradoxo: de um lado, um bilhão de pessoas passam fome; de outro, um número maior ainda tem problemas de saúde causados pela obesidade. A fartura de poucos contrasta com a privação da maioria. Sofrem os que estão com o prato vazio e aqueles que vivem na abundância.

DE ACORDO com o Manual de Cantinas Saudáveis, editado pelo Ministério da Saúde, o conceito de alimentação saudável deve enfocar o resgate dos hábitos alimentares regionais, estimulando o consumo de alimentos como frutas, legumes, verduras, grãos integrais e leguminosas. Porém, não é bem esse tipo de alimento que se encontra em muitas cantinas escolares. Refrigerantes e salgados, como coxinhas, empadinhas e pizzas enroladas são os itens que mais despertam o paladar das crianças.

EMBORA a legislação de muitos países já proíba publicidade de alimentos prejudiciais à saúde das crianças, o governo brasileiro teima em ficar submisso à pressão das empresas produtoras, que nem sempre visam a saúde das crianças. Reluta em assegurar qualidade de vida de nossas crianças e da população.

NO BRASIL, trinta por cento das crianças apresentam sobrepeso e quinze por cento delas já são obesas. Uma das causas é a merenda escolar. Cuidar da saúde de nossas crianças é tarefa de todos: pais, educadores, autoridades... É urgente agir para que não aumente a quantidade de veneno nas escolas e para que as crianças de hoje e os adultos de amanhã tenham vida saudável.




Clique aqui para retornar ao índice de Mensagens.









Brasão da Arquidiocese de Feira de Santana Secretaria da Arquidiocese de Feira de Santana
Avenida Getúlio Vargas, 394 - Centro
44001-192 Feira de Santana - Bahia, Brasil
Telefone: (75) 3623-2875 
Brasão do Arcebispo Dom Itamar Vian

 Copyright © Arquidiocese de Feira de Santana